Já estamos na primavera e com a chegada dos primeiros raios de sol e calor. Pouco a pouco vamo-nos descobrindo, mas não devemos esquecer-nos de cuidar da nossa pele com protetor solar e, claro, dos mais pequenos lá em casa.

Os bebês não devem expor-se à luz solar direta, sendo aconselhável o uso de guarda-sóis.

À medida que crescem, não ficam quietos debaixo do guarda-sol e temos de aplicar protetor solar, não apenas para ir para a praia ou piscina, também para ir dar um passeio por exemplo.

Lembre-se que a pele dos bebês é uma das mais sensíveis devido a sua dificuldade em produzir melanina. Além disso, os bebês podem sofrer golpes de calor, por isso não é aconselhável expô-los à luz solar direta quando têm menos de 6 meses.

O mercado oferece uma ampla gama de protetores solares, em creme, spray, gel, barras, loções, leites ou óleos. Mas qual é o mais adequado?

Encontre a apresentação que melhor se adapta à pele da criança e que seja mais confortável e mais fácil de aplicar.

  • Para a pele mais oleosa, optamos por gel e emulsões isentas de gordura.
  • Para as peles mais secas optamos por cremes com texturas muito ricas e hidratantes.
  • Para superfícies maiores, será aconselhável usar sprays.

Em relação ao factor de protecção, é sempre aconselhável o factor 50.

Outra coisa a ter em mente são os filtros, que podem ser físicos ou químicos. Diferenciá-los é muito simples, porque o filtro físico é aquele que deixa a pele da criança esbranquiçada. Quanto menor a criança, melhor é a proteção à custa dos filtros físicos, usando o mínimo de produtos químicos.

Por outro lado, fugir dos protetores com parabenos, que são uma série de conservantes muito comuns em cosméticos.

Devemos também evitar protetores que contenham perfume, porque apesar do cheiro agradável podem causar alergias em algumas crianças, especialmente aqueles que sofrem de dermatite atópica. Para estes casos, podemos procurar por protetores com óleos adicionados, ricos em Omega 3, como a manteiga de karité.

E finalmente lembre-se:

  • O protetor solar deve ser aplicado pelo menos 30 minutos antes da exposição ao sol.
  • É necessário repetir a operação 2horas após a última aplicação, se a criança estiver exposta ao sol ou se tiver tomado banho.
  • O protetor também deve ser aplicado em dias nublados.
  • A exposição ao sol deve ser evitada a meio do dia, devendo optar pelo período da manhã e após as 16:30 da tarde para ir à praia.

Bons mergulhos.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.